Marko Andrade



Estrela

Nos confins de mim
Sei que não estou só
Após lutas, paixões.
Sonhos errantes
Palavras feridas
Ergue-se por dentro
Da vida um sol nascente
 



Nua

Tronco ventre
Fendas e nervos
Pele poros
Branca e preta
Risco no ar
Ferida e dor.
Sangrar em ciclos
De dentro,
Contração e movimentos.
E o corpo distende
Um segundo
Uma fração
Uma existência
 




Sol menino

Todas as manhas
Um raio de sol menino
Esguio travesso transparente
Uma fresta, assovio doce quente
Tia avo toda gente
Preguiça em bichos
Frescor verde em plantas
Água fria em olho
Horas lentas
Barcos calmos
Barro úmido
E tudo é inicio
 




Minha tribo

Sou da tribo Tupy-Guarani
Traçado nervoso com negro
Laçado no mato
Sou da tribo
Sou da trupe
Sou da gangue do instinto
Com vaga-lume na ponta do dedo
Sou inteiro combate
Combato os que bubonicamente
Cercam minha aldeia
Minha aldeia
Sou AFROTUPY
 




Artesanal

Eram dedos na palha
A saia por entre as coxas
Um único lugar
Eram entalhes de corpo
Relevo da dança da moça
Tina nobre vinho lugar
 




Alma menina

Existem crianças na alma poesia
Desconcertando versos
Desalinhando traços
Alinhavando luas
E brincando palavras
Existem mulheres no ventre poesia
Acolhendo sonhos
Entalhando amores
Rejuntando os corpos
E voando asas
 




Escute algumas músicas do CD ALDEIA AFROTUPY, de Marko Andrade
 


Batuque

Carta p/ o mestre Darci da Serrinha

Comunhão

Dance tudo


Clique no título para baixar a música


Comunhão
(Marko Andrade/Euclides Amaral)
Marko Andrade
Participação especial: Artur Gomes Direção: Jiddu Saldanha


Clique aqui para ver imagens da
Exposição Aldeia Afro Tupy



Se você gostou indique o endereço: www.almadepoeta.com/marko_andrade.htm
Veja também: www.almadepoeta.com/poetas3x4.htm
Contatos com o artista: afrotupy@yahoo.com.br


Tenha sua Página Pessoal no Alma de Poeta


Clique na imagem acima.


home    galeria de arte    poetas em destaque    poetas 3x4    poetas imortais    colunistas    cinema    concursos

páginas pessoais     agenda poética     poetas no You Tube      fala poesia     oficina virtual      histórico

Clique e entre




www.almadepoeta.com

Alma de Poeta
 
© Copyright 2000 / 2008 by Luiz Fernando Prôa