Poetas 3 x 4

Du Domeneghetti
Santo André - SP



Esperando a chuva...


Gotas que caem... desejos

De chuva... Nuvens formam

E deformam-se...  Olhares

Acostumados com tanto azul...

Ventos...

Que desalinham pensamentos

Sopram idéias... Agitam jardins...

Árvores sonham... Dançar no ritmo

Desse vento que não chega...

Minha janela... espera

O debruçar de meus cabelos

Roupas no varal... Tardia...

Chuva... gotas... desejos...

Espera...

Desalinham

 
 



Como folhas ao sabor das ventanias


Durmo em tuas asas, anjo...

Sempre dormirei,

Porque não há outro canto que eu queria estar...

Em sono, mas forte que o sono da morte...

Sono profundo de amor...

Tem asas, meu céu escuro...

Quero ficar,

Não mais que em uma fagulha de luz,

Minha alma está... Rastro de luz,

não comporta iluminar, nosso quarto...

Porque há um quarto feito de sublime luz,

Misturada com estrelas e brilho de luas cheias...

Que não se apagam nunca... Especial

Construído em castelo de reis e rainhas,

Para nós... Castelos de nós dois...

Esse é o lar de construção sólida,

Que nenhum vento... Jamais derrubará...

Apenas algumas folhas ao sabor das ventanias,

Rodeiam as torres do castelo de nós dois...

Sublime, amor entre almas,

Nas torres desse castelo...

Não passará jamais...

Compreende as “Ameias de Prata”...

Sustentando por um fio, minha vida...

Nobre cavalheiro... Rei de meus lençóis azuis,

De seda, sobre pétalas vermelhas de meu amor...

Que nunca aconteceu...

“Mais forte que a Morte”...

Roubo estas “flores e palavras” de ti...

Depositadas na cabeceira de nossa cama,

Perfumando nosso castelo... De sonhos

Por que ali... Encontrei minha razão de ser...

Tua... Mesmo sem ser...

Foi o amor que nos tem encontrado

“Sei que de alguma forma me percebes”

Posso viver assim de sonhos com asas....

Sem raiz, apenas brotada dentro do seu coração...

Sem tocá-lo... Se me deres certeza,

que não me arrancará...do teu peito...

Certeza de que viverei ali...

No centro de seu coração

ou em qualquer canto dentro dele...

Posso ficar... Silenciosamente...

Quieta, roçando sua alma...

Como folhas ao sabor das ventanias...

 



  

Du Domeneghetti é mãe, enfermeira, escritora, compositora, poeta,
viajante, trilhando caminhos da filosofia, pensando ser pássaro descobriu
que  era flor, flor-de-vento, ventania, construindo caminhos de sonhos realizáveis...
Um ensaio qualquer... Uma viagem...

 


Se você gostou indique o endereço: www.almadepoeta.com/poetas3x4.htm

Voltar para Poetas 3 x 4



home    galeria de arte    poetas em destaque    poetas 3x4    poetas imortais    colunistas    cinema    teatro    concursos

páginas pessoais     agenda poética     ebook      entrevistas      histórico

Clique e entre





www.almadepoeta.com


Alma de Poeta
 
© Copyright 2000 / 2007 by Luiz Fernando Prôa