Poetas 3 x 4

Cristina Vaz
Belém - PA



Meu Defeito

Cris sofre.
Cris ama.
Cris chora.

Cris empurra a porta
que abre e fecha e
continua morta.

Cris manca,
se dana
com o feio
(o seu defeito) e
continua torta.

Cris olha e não vê
o bonito
ou do que é feito
seu vício.

Cris anda em falso
sentindo dor
a dor do seu embaraço,
aquele traço
que não pode fazer.

Cris persiste no salto
daquele amor
que não pode conter.

Cris não corre e não pode perder
o bonde da sorte que não a quis escolher.

Cris suporta as mágoas da dor de saber
que não pode o que se pode
normalmente ter.

Cris aleija seu íntimo
capenga de flores
apóia-se nas muletas
de todas as suas dores.

Cris arranca do peito
este defeito
da perna mais fina
triste sina
de não compreender
como separar o ser do ser.

Cris cansa
na vã esperança
de aceitar
aceita a rejeição de se amar.

E no seu medo
anda de lado
com o pé apoiado
em frágeis dedos.
 



Venho por uma linha sinuosa
com uma perna torta
a manquejar.

Venho por um caminho difícil
batendo em pedras
a tropeçar.

Sigo um curupira amuado
que vagueia na mata
a me fustigar.

Fiz uma parada obrigatória.
Deu muitas meias-voltas
a versejar.

Sortilégio dos deuses.
Reinações do destino.
A linha tem mil curvas,
a pedra é muito dura
e o curupira quer se embrenhar.

 



Cristina Vaz nasceu em Belem do Pará, em plena Floresta Amazônica.
É poeta e professora de matemática da Universidade Federal do Pará-UFPA.
Ganhou concurso de poesia promovido pela Academia de Letras
de Varginha-MG e também publicou alguns poemas em antologia.
Esta poeta, como ela mesma diz,
busca na poesia respostas e na matemática perguntas.


Se você gostou indique o endereço: www.almadepoeta.com/poetas3x4.htm
Ou deixe seu comentário no e-mail do autor: cvaz@ufpa.br

Voltar para Poetas 3 x 4 Brasil



home    galeria de arte    poetas em destaque    poetas 3x4    poetas imortais    colunistas    cinema    concursos

páginas pessoais     agenda poética     poetas no You Tube      fala poesia     oficina virtual      histórico

Clique e entre



Seu site de poesia, arte e algo mais...


www.almadepoeta.com

Alma de Poeta
©Copyright 2000 / 2007 by Luiz Fernando Prôa