Poetas 3 x 4

Bruno Cattoni



Alego que me alegro
 

Infiltrado de sangue tupi

Encarnado pela alma bânto

Bafejado pela brisa insular

Ego ibérico que me segue...

Se há de elidirem

Canto para que se despeguem.

Lenda vária, nenhum gen me estraga

Sou eu sem venda

Se existe alguém em mim

Não é emenda.

 



SEM POESIA, NEM PORRADA


Simplesmente os recados foram dados
Que não temos nada a ver com isso
Que percorremos quase todos os ninhos
Sem nos acharmos nascidos
Que molestamos quase todo mundo
Sem obtermos calor, ou menos perigo
Que somos pó em plena vida
Sem a ele termos sido reduzidos
Simplesmente pó, sem poesia, nem porrada

 



Bruno Cattoni nasceu em 1957, no Rio de Janeiro, no bairro do Humaitá. 
Poeta, jornalista e editor de textos da central Globo de Jornalismo, 
tem a seguinte obra publicada: Figuras, Civilização Brasileira - 1983;
Conspirações e Inconfidências de um Caçador de Meninas Gerais
, Masso Ono,
São Paulo, 1992; AH!, CC&P, RJ, 1998. Kalusha, 7 letras, Rio de Janeiro, 2002;
OSSO, na cabeceira das avalanches
, 7 letras, 2005.
 


Se você gostou indique o endereço: www.almadepoeta.com/poetas3x4.htm
Viste também: http://www.almadepoeta.com/bruno_cattoni.htm

brunocattoni@gmail.com

Voltar para Poetas 3 x 4



home    galeria de arte    poetas em destaque    poetas 3x4    poetas imortais    colunistas    cinema    concursos

páginas pessoais     agenda poética     poetas no You Tube      fala poesia     oficina virtual      histórico

Clique e entre





www.almadepoeta.com


Alma de Poeta
 
© Copyright 2000 / 2007 by Luiz Fernando Prôa